Busca por táxi volta a crescer com demora para conseguir corridas com apps

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Já são em média 4.000 corridas diárias apenas por meio do app Sinditaxi. Taxistas justificam a demanda pelo atendimento especializado.
Já são em média 4.000 corridas diárias apenas por meio do app Sinditaxi. Taxistas justificam a demanda pelo atendimento especializado.

A pandemia tem impulsionado a busca por transportes individuais. E, enquanto passageiros de aplicativos de transporte reclamam de falta de carros e tarifa dinâmica devido à alta demanda, taxistas registram um aumento no número de corridas.

De acordo com o Sindicato dos Taxistas de Fortaleza (Sinditáxi), já são em média 4.000 corridas diárias apenas por meio do aplicativo do sindicato. Em 2020, sem contar períodos de lockdown, esse número girava em torno de 3.000.

O presidente do Sinditáxi, Francisco Moura, conta que são diários os relatos de clientes que resolveram migrar de aplicativos como Uber e 99 para o táxi. Ele considera que a previsibilidade dos preços e a qualidade no atendimento prestado são diferenciais que levam os usuários ao meio de transporte.

O aumento na demanda vem sendo registrado desde o início de 2020, quando começou a pandemia. Hoje cerca de 7 mil taxistas estão vinculados ao sindicato em Fortaleza e região metropolitana – mil deles cadastrados também no aplicativo, que possibilita desconto nas viagens.

Maior demanda por transporte individual

Com a crise sanitária, quem teve condições preferiu optar por transportes individuais para evitar aglomerações. Isso impactou diretamente a venda de automóveis e também afetou a demanda nos aplicativos de transporte.

Passado o período de isolamento social em 2020, a procura por corridas em aplicativos como Uber e 99 cresceu bruscamente. Isso levou a uma maior dificuldade de encontrar carros disponíveis, cancelamentos e aumentos de preço por meio da tarifa dinâmica.

Crédito da matéria e foto: Divulgação

Edição Impressa

Videos