Manifestação de taxistas paraguaios bloqueia a Ponte da Amizade

Grupo é contra os serviços de transporte de passageiros por aplicativos; segundo a PRF, trânsito foi interditado. - Crédito da matéria: Divulgação
Grupo é contra os serviços de transporte de passageiros por aplicativos; segundo a PRF, trânsito foi interditado. - Crédito da matéria: Divulgação

O Grupo é contra os serviços de transporte de passageiros por aplicativos; segundo a PRF, trânsito foi interditado por volta das 11h e liberado pouco depois das 14h.

Taxistas paraguaios bloquearam parcialmente o trânsito na Ponte da Amizade, entre Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, e Cidade del Este, no Paraguai, dia 23  último.

O grupo protesta contra serviços de transporte de passageiros por aplicativos. Os taxistas alegam que o serviço é operado sem a devida regulamentação, o que acaba gerando uma concorrência desleal.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acesso ao local foi interditado nos dois sentidos por volta das 11h e totalmente liberado pouco depois das 14h. Apenas pedestres e motos circularam normalmente pela ponte.

O trânsito no sentido ao Paraguai não chegou a ser bloqueado, mas ficou bastante lento, e o tempo de espera para cruzar a fronteira passou de duas horas.

O estudante brasileiro Marcelo Ferreira, que faz faculdade de medicina no Paraguai, disse que por causa da demora perdeu uma prova.

Os jogadores da equipe do  Foz Futebol, que estavam com um amistoso com o Três de Febrero, de Cidade Del Este, marcado para as 15h, optaram por cruzar a ponte a pé.

Taxistas também protestam em Assunção. Na capital, policiais precisaram usar jatos de água para conter os manifestantes.