Meio século de história por trás do volante

Prestes a fazer 80 anos, Nercio Beraldo assumiu seu primeiro volante em 1966
Prestes a fazer 80 anos, Nercio Beraldo assumiu seu primeiro volante em 1966

Há mais de 50 anos dirigindo táxi, umuaramense viu a cidade mudar

Taxista há 53 anos, Nercio Beraldo viu Umuarama sair das ruas de terra para o asfalto. Preste a completar 80 anos, o umuaramense é um dos taxistas mais antigos da Capital da Amizade. Ele assumiu o volante do seu primeiro táxi, um Volkswagen Fusca, em 1966 – seis anos após a emancipação política de Umuarama. “As ruas ainda eram de terra e Umuarama tinha mais de 130 mil habitantes. Na cidade tinha 136 táxis e todo mundo ganhava dinheiro. Vi essa cidade mudar, chegar o asfalto e os prédios. Também passei pela fase do taxímetro e os carros modernos”, conta Nercio.

O taxista lembra que ter um táxi, naquela época, já era sinônimo de muito trabalho. “A gente trabalhava muito. Não tinha carro-forte e tínhamos que levar os malotes dos bancos. Como eu era conhecido por ser muito honesto, todos os gerentes queriam meu serviço. Me lembro que tinha dia que era tanto trabalho que, quando dava 17h, o motorista que estava cansado passava a corrida para outro”, ressaltou o umuaramense, que também já foi presidente do Sindicato dos Taxistas no município e viveu intensamente sua profissão.

Artigo e foto: Jeniffer Oliveira