Saques do Renda Pará 500 e 400 podem ser feitos até 27 de julho

Governo concede benefício a categorias de trabalhadores afetados pela pandemia.
Governo concede benefício a categorias de trabalhadores afetados pela pandemia.

Governo do Pará prolongou o prazo. Nesta etapa, poderão receber motoristas de aplicativo, taxistas e motofretistas, ambulantes, catadores de recicláveis, feirantes e guardadores autônomos de veículos

Beneficiários do Renda Pará 400 e Renda Pará 500 ganharam um novo prazo, até dia 27 de julho, para fazer o saque do recurso estadual. As pessoas beneficiadas devem, antes de ir às agências, consultar o site do Banco do Estado do Pará (Banpará) ou da Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), para ver se estão no cadastro enviado ao banco.

Nesta etapa, que contempla os retardatários, poderão receber motoristas de aplicativo, taxistas e motofretistas (contemplados pelo Renda 500), e ainda ambulantes, catadores de recicláveis, feirantes e guardadores autônomos de veículos (com o Renda 400).

De acordo com o titular da Seaster, Inocêncio Gasparim, a prorrogação do prazo final foi necessária porque havia vários ajustes a serem feitos nas listas enviadas pelas organizações – prefeituras, Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon) e sindicatos dos taxistas e motofretistas. “Acabou que muitas não tinham as informações totalmente corretas. Às vezes, até mesmo por erros de digitação. Então, precisamos ganhar tempo para que as correções pudessem ser feitas. Houve uma demora grande também para o envio das listas por parte das administradoras dos aplicativos de corrida”, explicou o gestor.

O programa é uma das estratégias adotadas pelo Governo do Pará no enfrentamento aos impactos econômicos da pandemia de Covid-19.