Taxistas realizam projeto intercooperativo

Parceria entra cooperativas de transporte de cargas e de passageiros pode ser aplicada em outras cidades em breve.
Parceria entra cooperativas de transporte de cargas e de passageiros pode ser aplicada em outras cidades em breve.

Serviços de transportes de mercadorias para e-commerces estão sendo realizados por taxistas em BH

Serviços de entregas que antes da pandemia eram explorados exclusivamente pelos Correios, transportadoras mercantis e alguns poucos profissionais liberais, agora passam a ser atendidos por cooperativas de transporte, otimizando as entregas para os consumidores.

Neste cenário, agravado pelo isolamento social, a Coopmetro, de Belo Horizonte (MG), passou a oferecer serviços de transportes de mercadorias para e-commerces via taxistas. A cooperativa ampliou as formas de entrega fechando uma parceria com os associados da Ligue-Taxi BH, visando ocupar o tempo ocioso do taxista com o transporte de pequenas entregas advindas do comércio virtual.

O projeto-piloto realizado na capital mineira reforça a possibilidade de uma ação inédita de intercooperação entre cooperativas de transporte de cargas e de passageiros. A ideia é levar a iniciativa nos mesmos moldes para outras cidades, como Brasília (DF), Salvador (BA) e Fortaleza (CE).

“Essa parceria entre Coopmetro e Ligue-Taxi BH permite ao cooperado uma nova fonte de renda, diversificação do portfólio de serviços, ampliação da base de conhecimentos para outros mercados e, principalmente, perspectivas positivas para o negócio e seu sustento”, destaca o diretor administrativo da Coopmetro, Evaldo Matos.

Crédito da foto e matéria: Jeniffer Oliveira