Temporada de boas expectativas está em alta

Raulindo de Freitas espera um movimento maior de passageiros até o Carnaval de 2020.
Raulindo de Freitas espera um movimento maior de passageiros até o Carnaval de 2020.

Taxistas do litoral paranaense devem receber um número maior de passageiros neste verão

Raulindo de Freitas é taxista em Matinhos há cerca de trinta anos. Segundo ele, as expectativas para a temporada de verão sempre são boas, mas esse ano estão ainda mais altas. Acontece que, devido aos problemas com óleo nas praias do Nordeste, o litoral paranaense teve uma procura ainda maior. Além disso, o Governo do Estado tem investido forte no turismo, fomentando tanto o setor, que os últimos levantamos apontam uma evolução de 40% na reserva de hospedagens no litoral do Paraná.

O incentivo de Raulindo fez sua filha, Patrícia Veiga de Freitas, alimentar a paixão pela profissão. Patrícia também está animada para a temporada que esta chegando.
O incentivo de Raulindo fez sua filha, Patrícia Veiga de Freitas, alimentar a paixão pela profissão. Patrícia também está animada para a temporada que esta chegando.

Desde o dia 15 de dezembro até o Carnaval, segundo Raulindo, a procura dos turistas por táxis ocorre praticamente 24 horas por dia. “Nessa temporada não dá para parar. Ou até dá, mas quem para perde muito dinheiro”, alerta, explicando que durante essa época contrata um motorista para trabalhar com seu táxi em um dos dois turnos em que divide o dia de trabalho, enquanto ele dirige no outro.

O taxista conta que só pretende parar de trabalhar no exato momento da ceia e da virada do ano. “Eu sempre paro um tempinho para passar com a família, mas depois continuo trabalhando normalmente”, explica Raulindo, que conseguiu passar sua paixão pela profissão à nova geração, por meio de sua filha, Patrícia Veiga de Freitas. “Sempre incentivei, mas ela que escolheu seguir a carreira de taxista. Desde que fez a primeira corrida, ainda com meu táxi, ela se apaixonou pela profissão tanto quanto eu”, se orgulha.

Por: Jeniffer Oliveira