Urbs orienta taxistas e motoristas de aplicativos sobre o coronavírus

A Urbs vem adotando uma série de medidas para evitar o contágio no transporte da capital. Crédito da Foto: Divulgação
A Urbs vem adotando uma série de medidas para evitar o contágio no transporte da capital. Crédito da Foto: Divulgação

A Urbanização de Curitiba (Urbs) vem distribuindo aos taxistas da cidade um folder explicativo sobre medidas de prevenção contra o novo coronavírus. A intenção é evitar a propagação da doença no setor, considerado de caráter essencial para o transporte de pessoas, e que está funcionando normalmente.

Os motoristas de aplicativos de transporte de passageiros, como Uber e 99, também estão sendo orientados.

A ação esta sendo mais intensa na Rodoviária de Curitiba, onde há grande fluxo de veículos que prestam esse serviço. A cidade tem três mil taxistas e cerca de 27 mil motoristas de aplicativos.

O material, em formato de cartilha, traz explicações sobre a transmissão da covid-19 e recomendações, como deixar as janelas abertas, higienizar as mãos e o veículo e o uso constante do álcool em gel. Cada taxista faz em média 12 viagens por dia.

Também é recomendada a limpeza intensa em superfícies e objetos tocados com frequência como cintos de segurança, máquinas de cartão, maçanetas, fivelas, alavancas e taxímetro.

“O objetivo é garantir a segurança tanto do taxista quanto do passageiro”, diz Ogeny Pedro Maia Neto, presidente da Urbs.

Transporte coletivo

A Urbs vem adotando uma série de medidas para evitar o contágio no transporte da capital. Em parceria com as empresas de ônibus, está sendo realizado o reforço na higienização e na limpeza dos veículos nas garagens e também a instalação de recipientes com álcool em gel para os cobradores.

Além disso, são divulgados áudios informativos sobre o coronavírus nos biarticulados, mensagens eletrônicas nas estações-tubo e nas telas da Midiaplan nos veículos.

Cartazes informativos também foram colocados em terminais, dentro dos ônibus e em postos de venda de créditos do sistema de transporte. Outra medida é o isolamento de bebedouros, localizados em terminais, em que os usuários bebem diretamente nas torneiras dos equipamentos.

Idosos

A Urbs também recomenda que idosos evitem utilizar ônibus em horários de pico das 6h às 9h; das 11h às 14h; e das 17h às 19h.

O sistema de transporte da capital já registrou queda no movimento por conta das medidas de prevenção, como cancelamento de aulas em escolas e universidades, sistema de home Office em algumas empresas e fechamento de estabelecimentos comerciais e de serviços. O movimento já caiu, em média, 40% desde 10 de março

“O transporte coletivo tem caráter essencial, por isso não pode parar. Mas estamos fazendo esforços redobrados para resguardar a população que anda e ou trabalha no sistema e evitar o contágio”, diz o presidente da Urbs.

Outra recomendação é para que os usuários evitem comer nos ônibus ou higienizem as mãos com álcool gel antes de consumirem o alimento.

A Rodoviária de Curitiba também colocou áudio e cartazes com informações sobre prevenção. O terminal já implantou 14 dispensers de álcool gel para os passageiros. Os bebedouros também foram retirados. A orientação é que quem tiver sintomas evite viajar e quem for viajar reforce as medidas de prevenção.